Pequenas empresas que aceitam pagamento via Pix têm menor perda de faturamento

Pequenas empresas que aderiram ao Pix tiveram uma queda de faturamento 11% menor do que os negócios que ainda não aceitam pagamentos pelo sistema. É o que revela uma pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

De acordo com o levantamento, realizado na última semana de agosto, os empresários que aderiram ao Pix tiveram uma perda de 33%, enquanto aqueles que não usam o sistema registraram queda de 44%. O estudo também apontou que 77% dos negócios já utilizam esse meio de pagamento.

Veja os setores que mais utilizam o Pix:
* Comércio: 86%;
* Indústria: 73%;
* Serviços: 72%;
* Agropecuária: 69%;
* Construção Civil: 65%.
Já as atividades que mais utilizam o serviço são:
* Pet shops e serviços veterinários: 93%;
* Serviços de saúde: 88%;
* Alimentação: 88%;
* Beleza: 87%;
* Academias: 86%.
Fonte: Jornal O Documento